Músicas | Vídeos | Álbuns | Mixtapes e Muito Mais...

Nilzzy Wamunene: Biografia

75

Nome Artístico: Nilzzy Wamuene
Nome Verdadeiro: Ednilson Rui Jovo Januário
Ocupação: Rapper, produtor, compositor
Géneros Musicais: Hip-Hop, R&B
Data de Nascimento: 06 de Fevereiro de 1996
Local de Nascimento: Maputo
Nacionalidade: Moçambicana
Período em atividade: 2009 – presente
Gravadora: Bones Records
Influenciado Por: Wale, Ace Hood, Chris Brown, Drake, Kendrick Lamarck, Jhene Aiko, August Alsina, Elton, Fat Black (Valter), Gabriel (Gab Gí), K9, Kaus, Hernâni da silva

Biografia

Ednilson Rui Jovo Januário (Maputo, 06 de Fevereiro de 1996), mais conhecido pelo seu nome artístico Nilzzy Wamunene, é um rapper Moçambicano.

Carreira
Deu início a sua carreira em 2009, nesse mesmo ano, juntou-se ao grupo MLDG (Malandragem), a convite de Elton SWB que nessa época era vizinho e amigo de Nilzzy, onde faziam parte os artistas como A. Seven, Landy, Bilú e E. Sity (Elton SWB). Nessa época Nilzzy começou a conquistar as pessoas com seu trabalho dentro do grupo tanto como fora do grupo.

Em 2012, passado algum tempo da sua trajectória, Nilzzy afastou-se do grupo e de seguida foi convidado a entrar para o grupo Young Block que na época já não era menos conhecida. Grupo este que faziam parte os artistas Lazy, Bulck, Cerafila e Real W, que juntos em 2011 caminhavam a bons passos tendo conseguido uma participação do rapper e cantor moçambicano K9, em música intitulada “Gás” que levou o grupo Young Block a um nível já diferente do seu inicial. Ainda sobre a ingressão do Nilzzy ao grupo em 2012, como seu primeiro trabalho dentro do grupo, Young Block volta a organizar uma música junto do Nilzzy, para ser feito pelo K9 o coro da música, intitulada “Quero estar”, música esta que contribuiu bastante na carreira do Nilzzy tanto como da Young Block, tendo feito surgir oportunidade de fazer o vídeo da música com a empresa Bones Edition, vídeo este que trouxe muita credibilidade para o grupo e oportunidades de ter contacto com artistas não menos conhecidos como Luar (Sameblood), Hot Boy (Turma do exagero, Moneycomio) que no mesmo ano, gravou um som com o Luar da Sameblood, intitulada “Swagg On”, daí começaram a surgir oportunidades de aparição em entrevistas em televisões, nos programas de entretenimento moçambicano como Music Box e Alta tensão. Nilzzy continuou com a sua trajectória no grupo mais também gravava músicas a solo, estas que influenciaram bastante na conquista do seu próprio público que, quando lançada umas das músicas intitulada “Tirem Pictures”, Nilzzy conquistou mais respeito fora da cidade de Maputo, e espaço em grandes websites de divulgação de músicas moçambicana como Music Crib.

Em 2013, o rapper afastou-se do grupo Young Block, seguindo sua carreira a solo, onde gravou a sua primeira música com a participação de Rwizzy, intitulada “Ninguém Abusa o Nilzzy”, música esta que logo a ser gravada já trazia boas expetativas, sendo que após terem a sua mistura e o master feito, os frequentadores do estúdio “Bones Record” e os demais solicitavam muito pela música, facto que influenciou a empresa Bones Edition a oferecer o vídeo da música, demostrando interesse em ajudar o Nilzzy mesmo fora do grupo isto é, a solo. A partir desse momento fez-se o vídeo e lançou-se a nível das televisões e internet, é dai que ganhou notoriedade, pois as pessoas não paravam de solicitar pela música, crianças e adultos cantavam o coro alegando ser fácil e bonito. Daí os projectos continuaram que de seguida Nilzzy gravou uma outra música com a participação de Lil Breezy GLX (Membro da label fundada pelo rapper angolano Dji Tafinha) intitulada “Veja-la” que também teve boa recepção.

Ainda em 2013, lá quase para o final de ano, Nilzzy decidiu fechar o ano com a remix da música que lhe foi mais solicitada, “Ninguém abusa o Nilzzy”, com participações de grandes figuras do rap Moz como Case Buyakah, Lil Breezy, K9, Lucci Boy, Bulldozer e Sodjha Khan, gravada em um dos estúdios mais destacados de Maputo (Sameblood Studio), com o master e mistura do produtor Ell Puto, música esta que teve bastante sucesso, que em 2014 Nilzzy abriu o ano com as filmagens da mesma e disponibilizou logo no início do ano.

Após isso Nilzzy criou um projeto de formar dupla com Rwizzy, para dar continuidade ao seu trabalho e que como início da carreira da dupla, foram gravadas e lançadas duas músicas “Momentos” e “Ruas”, músicas estas que também tiveram boa recepção da parte do povo moçambicano e até de alguns brasileiros. Os vídeos foram filmados pelas empresas Elton Filmes e Bones Edition. Ainda em 2014, Nilzzy lançou a sua última música do ano ao lado da grande voz do artista moçambicano Ubakka, intitulada “Música”.

Em 2015, Nilzzy lança sua nova música com participação do Sidney Sky Angel, intitulada “Nigga não Lova”, uma R&B que teve boa recepção e teve aceitação em websites angolanos. Ainda em 2015 Nilzzy fecha em grande com o lançamento da música “Dream Chaser” (Perseguidor de sonho), com participações de grandes pilares do rap moz como F-kay, Hernâni da Silva, Case Buyakah e Son-z. Posteriormente, Nilzzy abre o ano de 2016 com vídeo da faixa “Dream Chaser”, e carimba com a música “Swani Tsakissa”, numa produção de Rebel Armed, ao refrão de TYKID, sem omitir as demais participações.

Em 2017, abre o ano com a faixa “Lissima” ao lado de Sidney da Silva, que também teve uma produção de Rebel Armed.


Em 2018 Nilzzy lança “Lhalelani” com TYKID e Hernâni da Silva, um trap soul com colocações a uma abordagem moçambicana, numa produção do TY, tendo depois dado uma pausa e retomado logo no meados do ano 2020 com a inédita musica “Tou no voo”, ao lado de K9 e Hernâni da Silva, numa instrumental do produtor sul-africano “Lhaksi”.

What’s your Reaction?
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0



Leave A Reply

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.